Postagens

Mostrando postagens de 2008

Atman

Quando mais jovem, fui estoquista de uma lojinha "Mundo Verde".

Foi ali que descobri uma genialidade em termos de música: Atman.

De tanto praticar Hatha Yoga um dia esse músico resolveu criar música para meditação, para o encontro do Eu, do Atman.

Uma mistura de música hindu, pegada árabe, em algumas músicas nota-se também algumas nuances chinesas. Em "Chocolate Deluxe" você vai se deliciar com algumas experimentações brasileiras, indianas, etc, e até com a mistura de várias harmonias das origens mais variadas!
Isso é Atman Music ou traduzindo: World Music, algumas coisas de várias partes do mundo reunidos em uma música. Se falamos em Índia e China que na verdade são "países continentais" com cultura variada imagine pegar o mundo. E´ Atman...

Atman é aquilo que nos move, o que nos dá vida, na teoria indú, na verdade somos nós mesmos, aquilo que devemos descobrir, indagar, dominar, governar, questionar, afinal seu Atman não ficará no seu corpo emprestado entern…

EUA assinam acordo. Será?

Galera,

Nesses últimos quatro dias (20 a 23/Nov) participei da SIONU 2008, uma simulação dos vários comitês da ONU de verdade.


Foi fatídico, representei os EUA no ECOSOC e busquei primeiramente fazer o que esse país não faz: Tentar entender as propostas dos outros países e buscar uma conciliação. Não vou entrar em detalhes sobre essas discussões mas no final do evento fiz o improvável: Estados Unidos assinam uma resolução que relembra o Protocolo de Kyoto.


Foi engraçado, mas na verdade eu estava com a cabeça fervendo por causa das discussões e votei sem pensar. Votei e pronto.


A tempo: As florestas funcionam como uma indústria, se olharmos a relação de consumo de CO² (uma ligeira taxa-de-substituição entre CO² e O²) temos uma função que lembra muito bem uma função de produção.


Uma floresta jovem tem uma "taxa" maior de consumo de CO² do que uma floresta mais "velhinha" e isso significa que florestas ditas antigas, pelo Protocolo de Kyoto, devem ser substituídas.


Re…

Um Movimento Estudantil que tem medo do debate

Ontem houve uma Assembléia na qual discutiríamos o teor da Greve, o novo Movimento Estudantil que a FOE (PSOL) e alguns do PSTU estão tentando formar além de discutir a mobilização dos estudantes. O DCE (PSOL/PSTU) foi procurado e conversamos sobre a pauta da mesma a qual eles colocaram também os pontos que queriam debater. A Assembléia foi publicizada, ainda que de forma tímida, havia sido colocado cartazes informando sobre a realização da mesma em vários andares da UERJ e na véspera observei que em muitos andares os cartazes continuavam lá.

O fato de se discutir greve é que não vejo uma pressão para que a mesma acabe. Se houvesse essa pressão isso significaria que a luta dos professores estaria chamando a atenção e haveria então um embate, sociedade e Estado, para dirimir o problema. Haverá ainda uma Assembléia Docente na semana que vem e talvez a greve acabe. E os estudantes nem sequer puderam discutir isso? Qual o intuito? Devemos aplicar sempre esse mesmo modelo? Como buscar soluç…

A mão invisível pede esmola!

A crise financeira, que se diz mundial, atacou na verdade a maior economia compradora do mundo e começou em um modelo de negócio que não existe ainda no Brasil.

As razões dessa crise afetar o Brasil:

1) Evasão de divisas para se pagar dívidas lá.
2) Empresas estrangeiras (situadas no Brasil) reduzindo a OFERTA pelos mesmos motivos de (1)


Essa é a principal razão da crise afetar o Brasil. Em um mundo que preza a competição, o mercado, etc, nós estamos sendo solidários junto com o resto do mundo à maior economia compradora do mundo.

O engraçado é que nossos atuais governantes criticavam o Governo FHC quando da abertura econômica que ocorreu paralela às grandes crises. Lembra?

Naquela época, é óbvio, num governo neoliberal como o de FHC não se poderia falar em uma lei de Remessa de Lucros, mas tivemos um aumento de compulsórios o que afetou justamente as transações entre bancos, transações internacionais, a base da evasão de divisas ou melhor: O meio por onde ela se dá.

keynesianices

Recentemente assisti a uma apresentação de Daniel Bensaid, mostrando alguns de seus livros, na UERJ. Bensaid me pareceu um rebelde sóbrio para os tempos atuais, com muita bagagem de luta e muita experiência para passar aos movimentos sociais e socialistas que desejam uma real ruptura com o Estado Burguês.

Eu me assustei. Não com Bensaid mas com os "estudantes do marxismo" presentes naquele evento. As perguntas que alguns fizeram me fez repensar meus primeiros anos de estudante de economia onde eu acabava confundindo que "Ações KEYNESIANAS de um Estado podem 'casar' com os anseios socialistas de mudança de um paradigma".

O aplauso que vejo de muitos militantes ao fato de os EUA emitirem ajuda aos bancos, não pelo fato em si, mas por ser Estado e estar atuando na Economia me remete ao fato em que Marx critica o Estado justamente por ajudar os burgueses que compõem a sua esfera de decisão. Em bom português: "O Estado é aparelhado pela burguesia".

A conj…

Reunião

Reunião dos Independentes.

Ontem, 07/10/2008, estiveram reunidas aproximadamente 30 pessoas para deliberarem o movimento independente que se forma na atual conjuntura de greve da UERJ.


Entre o que ficou acertado, nesta quarta-feira (08/10/2008) iremos confeccionar a carta de revolta ao comando de greve do DCE (encabeçado pelo PSOL e PSTU) que se retirou da ocupação de forma covarde, em bloco, seguindo instruções de seus partidos políticos sem ao menos prestar esclarecimentos ou convocar uma assembléia entre a maioria dos estudantes que também estavam ali ocupando a REITORIA, a carta também deve mostrar a culpa de todos os estudantes não-partidários, presentes na ocupação, em não ter se organizado antes.


Entre as deliberações:


* Discutir a greve.

* Composição de atas de reunião e publicização das mesmas ao público discente da UERJ.

* Locais fixos de reunião: Concha Acústica, podendo ser modificado em reunião.

* Mapeamento do campo de ação

* Convocação dos alunos do CAP com o intuito de fortale…
Prezados leitores,

Na quarta-feira, dia 01/Setembro, reuniram-se estudantes no 'hall do DCE', em Assembléia para deliberarem sobre diversos assuntos relativos à greve, movimento estudantil, etc.

Dentre as deliberações:

Articulação de uma ação junto aos deputados estaduais para conseguir a verba dos bandejões da FEBF e FFP.

Pressionar Alexandre Cardoso (Secretário de Ciência e Tecnologia) para que cumpra sua promessa e garanta a verba dos ônibus inter-campi.

Aumento das mobilizações.

Atos de rua e formas criativas de protesto, entre outras.

Fortalecimento da Assembléia Comunitária e a convocação de uma próxima Assembléia Geral dos Estudantes para quinta-feira, dia 9, às 19h na Uerj Maracanã.


Semana passada passada também houve uma Assembléia de Estudantes, desta vez estes se denominam INDEPENDENTES, entre as resoluções está a de uma carta criticando a partidarização da luta estudantil e da universidade em geral, o fisiologismo, etc. Estiveram presentes em média 30 estudantes.

=-=-=-=-=…

Tô Fora!

Carta de Despedida ao CAECO - Centro Acadêmico de Economia da UERJ

28/08/2008


Prezados,

Esses três anos de CAECO foram de muita luta, em diversas instâncias, sempre a favor da Universidade Pública, concordando e discordando em diversos assuntos.

Chegou a hora de dizer adeus.

Gostei muito das pessoas com quem trabalhei junto. O motivo de estar saindo é o tempo indisponível: Duas faculdades, estágio, um projeto, etc...

Não há nenhuma briga, a decisão é minha e é irrevogável.

Um breve resumo de minha atuação enquanto diretor do CAECO:

- Construção do site caeco.tk

- Criação e colaboração com os demais diretores no jornalzinho Lucro Zero.

- Participação no movimento dos CA´s de outras faculdades de economia do Rio de Janeiro.

- Na luta contra o REUNI (e seu "clone estadual" na UERJ, proposta do Reitor Vieiralves), na verdade são projetos de Reforma Universitária que através de uma ideologia neo…

As tarifas bancárias, os bancos e a ausência de impostos.

Escutei hoje na Band News que os bancos tiveram um grande lucro, este impulsionado pelas tarifas pagas pelos seus clientes.

Digamos que você seja o único produtor de maçãs no mundo, o Governo vem lhe taxa, vc obviamente repassa o preço, que agora vai ser P + T (T = Tributação). Se o governo retirar o imposto, em quanto você abaixaria o preço das maçãs?

Detalhe, antes o preço era P e depois (P+T = P´).

Se a quantidade consumida for a mesma a reposta é "infelizmente" nada.

Isso mesmo, pois você antes vendia a "P", passou a "P´", a necessidade de se consumir maçãs não mudou,
e por que você voltaria a "P"? Para unicamente diminuir o seu lucro e continuar com a mesma participação?

Os "caras" não vão diminuir o "Preço" a não ser que "diluam" o mesmo, nos mais variados serviços e no
final estará lá o lucro...

Os BioCombustíveis e os Transgênicos.

Os Transgênicos fazem parte do assunto mais polêmico da atualidade que é se alterar um código DNA para se obter um resultado esperado. Não se espera mais alguns milhares de anos para que a Natureza diga ela mesma o que é ideal, o homem agora não quer só controlar os resultados, ele quer criá-los...

O problema dos trangênicos não é só em relação à biologia humana mas também em relação ao Ecossistema em que aquele vegetal habitará. O impacto no longo prazo nas vizinhanças, que tipo de externalidades causaria?

Os BioCombustíveis seriam os responsáveis pelo aumento dos preços de commodities usadas como alimento. Seriam mesmo? Em minha opinião isso carece de um estudo empírico e de um trabalho econométrico que diga se existe significância nessa correlação e em quanto seria essa correlação.

No entanto ficamos na abstração, nas opiniões de nossa mídia que parece representar mais um pensamento universal do que os problemas próprios do povo brasileiro.

E dado os problemas clássicos com os bioc…

O Brasileiro é apolítico?

Recentemente fiz uma palestra para os estagiários da BR-Petrobrás, falando sobre Economia, BioCombustíveis, Preços etc... Ficaram meio assustados com os gráficos mas igualmente felizes por eu não usar nenhuma equação para ilustrar os problemas...

Mas acredito que quem aprendeu mais foi eu. Aprendi que brasileiro não liga para Política e ao mesmo tempo não percebe que esta "arte" está intrinsecamente ligada a tudo, à Ciência, aos preços, aos fatos da vida.

Digo isso não pelos estagiários que heroicamente resistiram à minha palestra mas quando notei que mostrando no gráfico a variação do iBovespa e citando as razões daquelas variações, eu havia mencionado o quanto "política" ás vezes é importante.

Já parou para pensar o quanto a decisão de um Hugo Chávez da vida representa para o mercado de uma das principais commodities do mundo?

E os rumores da IV Frota dos Estados Unidos vindo fazer exercício de Guerra em águas brasileiras onde a principal causa seria o conjunto de no…

Que Parada é essa?

Caros Amigos,


Tudo bem?


Esse ano estarei me candidatando como membro do Conselho Universitário(CONSUNI) pela "Chapa 3 - Que Parada é essa?".



Peço o seu voto, prometo buscar ao máximo levar os anseios dos estudantes de Economia.


O colegiado discente para CONSUNI da Chapa 3 tem propostas para os estudantes do CCS (Centro de Ciências Sociais que engloba vários cursos, inclusive Economia), não é uma chapa de militantes partidários travestidos de revolucionários, é um colegiado sério, estudantil, de luta e não busca soluções mirabolantes/ platônicas/ irreais e sim ser porta-voz dos estudantes e ter atitude contra a corrupção, o uso do espaço universitário público e social como ferramenta de mercado privado, a omissão face ao descaso a uma das melhores faculdades do Rio de Janeiro e quiçá do Brasil.

Não recebemos ordens de Partido Político nem de qualquer organização social.

Recebemos ordens de você, estudante do CCS.

Você é o líder, você é quem muda e é por isso que eu humildemente peço…

TESE - Um modelo de Desenvolvimento para Populações Carentes.

Imagem
TESE para o IV CONGRESSO



Ordem Econômica e Desenvolvimento:


Um modelo "genérico" de desenvolvimento regional para populações carentes
por Raul Castro
(membro da Juventude Socialista PDT-Rio de Janeiro)










RESUMO












A questão do dinheiro sempre foi importante em vários tipos de sociedade ao longo dos tempos. O que a maior parte da população ignora é que a questão do dinheiro em si é um problema básico de CRÉDITO e que as regras dos jogos de quem "cede" o crédito e de quem o toma determina toda a conjuntura dos mesmos, influenciando inclusive o comportamento da sociedade. São as REGRAS ECONÔMICAS em um local que determinam o comportamento da sociedade daquele local.
A presente TESE tem como proposta um modelo que promove a competição entre seus componentes além de incentivar o empreendedorismo e a inovação tecnológica como parte do processo de produção. No início é feito um breve comentário das políticas empregadas nos dias de hoje e a razão das mesmas não serem um processo qu…